Write For Us

#RENAULT Renault Logan, Sandero, Duster & Oroch @ Motores SCe 1.0 3 cilindros & 1.6 2017

Loading...
Google Rank
222 Visualizações
Published
PREÇOS DA LINHA 2017 RENAULT SANDERO, LOGAN, DUSTER & OROCH COM MOTORES SCE 1.0 & 1.6:
R$ 42.400 Renault Sandero 2017 Authentique 1.0 SCe
R$ 44.950 Renault Sandero 2017 Expression 1.0 SCe
R$ 47.100 Renault Sandero 2017 Vibe 1.0 SCe
R$ 49.770 Renault Sandero 2017 Expression 1.6 SCe
R$ 53.500 Renault Sandero 2017 Dynamique 1.6 SCe
R$ 54.620 Renault Sandero 2017 GT Line 1.6 SCe
R$ 59.720 Renault Sandero 2017 Stepway 1.6 SCe
R$ 46.300 Renault Logan 2017 Authentique 1.0 SCe
R$ 48.200 Renault Logan 2017 Expression 1.0 SCe
R$ 52.750 Renault Logan 2017 Expression 1.6 SCe
R$ 56.400 Renault Logan 2017 Dynamique 1.6 SCe
R$ 69.200 Renault Duster 2017 Expression 1.6 SCe
R$ 75.290 Renault Duster 2017 Dynamique 1.6 SCe
R$ 69.620 Renault Duster Oroch 2017 Expression 1.6 SCe
R$ 74.120 Renault Duster Oroch 2017 Dynamique 1.6 SCe
NOVOS MOTORES 1.0 SCE E 1.6 SCE PROPORCIONAM MAIS ECONOMIA E PRAZER AO DIRIGIR
A Renault lança os novos motores 1.0 SCe (Smart Control Efficiency) para a linha Sandero e Logan e 1.6 SCe para Sandero, Logan, Duster e Duster Oroch. Desenvolvidos pela Renault Tecnologia Américas (RTA) e produzidos no Complexo Ayrton Senna, no Paraná, os novos motores se destacam pelo baixo consumo, maior desempenho e prazer ao dirigir. Sandero e Logan já estão à venda com as novas motorizações. Duster e Duster Oroch passam a ser equipados com a novidade a partir da segunda metade de dezembro.

O 1.0 SCe 12V de três cilindros traz inovações como duplo comando de válvulas variável na admissão e no escape, tecnologia inédita entre os motores de entrada. Todo em alumínio, é 20 kg mais leve que o seu antecessor. Já o 1.6 SCe 16V de quatro cilindros traz duplo comando de válvulas variável na admissão, injetores posicionados no cabeçote e outras novidades que garantem alta eficiência e bom desempenho. Também em alumínio, é 30 kg mais leve.
A Renault aproveita o “know-how” adquirido nas pistas da Fórmula 1, categoria na qual a marca já conquistou 12 títulos mundiais, para garantir a máxima eficiência de seus novos motores. Das pistas, veio a tecnologia ESM (Energy Smart Management) e a bomba de óleo com vazão variável, que reduzem o consumo de combustível. Outra novidade é a adoção da direção eletro-hidráulica em todas as versões, que melhora o consumo e aumenta e representa uma evolução em matéria de conforto.

O motor 1.6 SCe traz ainda o sistema Stop&Start, que desliga o automóvel automaticamente em semáforo ou outras paradas. Este moderno sistema, muito comum em carros topo de gama, garante uma economia de até 5% de combustível e está disponível nos modelos Sandero e Logan. Os modelos equipados com o câmbio automatizado Easy’R passam a oferecer controle de estabilidade (ESP) e assistente de partida em rampas (HSA), proporcionando mais segurança.

O novo motor 1.0 SCe deixa Sandero e Logan até 19% mais econômicos. Com o 1.6 SCe, a economia chega até 21%. Hatch e sedã equipados com os novos motores e câmbio manual são destaques do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV) com nota “A”. Já Duster e Duster Oroch equipados com o 1.6 SCe estão até 18% e 16% mais eficientes, respectivamente.

“Equipamos Sandero e Logan, nossos best-sellers no Brasil, além de Duster e Duster Oroch com os novos motores 1.0 SCe e 1.6 SCe, que proporcionam baixo consumo de combustível e prazer ao dirigir. Esta é uma mudança importante e muito significativa, já que traz um grande pacote de benefícios para mais de 70% da nossa gama à venda no Brasil”, afirma Fabrice Cambolive, Presidente da Renault do Brasil.

TECNOLOGIA PARA REDUZIR CONSUMO DE COMBUSTÍVEL

A engenharia da Renault agregou novas tecnologias para atingir a máxima economia de combustível. No 1.0 SCe os anéis de pistão, tuchos e polias variáveis (VVT) são revestidos em DLC (Diamond Like Carbon), um composto de carbono com propriedades de dureza muito altas por causa da sua estrutura similar ao diamante (daí a inspiração para o seu nome).

No 1.6 SCe, esses elementos são revestidos em PVD (Physical Vapor Deposition). Estes revestimentos reduzem atrito e desgaste do motor, além de contribuir para uma melhor eficiência energética. Tanto o DLC quanto o PVD são soluções que surgiram nas pistas da Fórmula 1 e agora ganham as ruas.

A bomba de óleo variável (1.0 SCe) é outra solução que surgiu nas pistas de competições e chega aos carros de rua. Ela ajusta automaticamente o fluxo de óleo enviado de acordo com a rotação e a carga do motor. Como resultado, o motor absorve menos energia e, consequentemente, fica mais econômico.

SUBSCRIBE!
FACEBOOK
BLOG
Royalty Free Music by
Sound Effects by
Categoria
Automóvel
Faça login ou registe-se para poder comentar.
Seja o primeiro a comentar este vídeo.